sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

SEMSC FAZ AVALIAÇÃO POSITIVA DAS AÇÕES EM 2014

O ano de 2014 foi de muito trabalho para a Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Cidadania (Semsc). Equipes dos setores administrativo e operacional desenvolveram diversas ações marcadas por medidas moralizadoras e reconstrutivas, muitas delas, foram implementadas em 2013 com continuidade neste ano.

Para o gestor da Semsc, Edmilson Cavalcante, mesmo com a crise econômica que continua afetando os municípios brasileiros em 2014, notadamente as capitais, pode-se afirmar que o diferencial foi ter gerido uma secretaria melhor equacionada. “Foi um período positivo. Reconhecemos que muito precisa ser feito e ainda iremos avançar muito mais”, declarou o secretário.

Ações

Entre as principais ações desenvolvidas pela equipe de Segurança Comunitária e Cidadania está a renovação do trabalho administrativo. A implantação do controle de frequência de servidores, através do ponto eletrônico e controle das férias dos servidores em consonância com as escalas de serviço. Medidas de economia como implantação de chip eletrônico na frota de veículos para controle efetivo do uso de veículos e do consumo de combustível.

Outra ação de destaque foi a entrega de novos uniformes para todos os componentes da Guarda Municipal de Maceió, necessidade antiga das equipes da Guarda. Cada conjunto de fardamento continha camisas, calças, coturnos, cintos e bonés, no total de 9.262 peças.R$ 900 mil em recursos federais foram investidos, a verba foi conquistada por meio de projetos apresentados pelo município. 

Na área operacional destaca-se a inclusão da Guarda Municipal de Maceió na Rede Nacional de Integração de Informações de Segurança Pública, Justiça e Fiscalização (Infoseg), visando contribuir com a segurança pública por meio da condução de pessoas com prisão decretada pela justiça e apreensão de veículos com registro de roubo ou furto; realinhamento das ações dos Guardas Municipais do Grupo de Atenção à População de Rua com o objetivo contribuir com a proteção aos moradores de rua, através de consistente parceria com a Secretaria Municipal de Ação Social (Semas).

Guarda Faz Escola

Além de ter as atividades retomadas, o projeto Guarda Faz Escola ganhou a parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed) e participação integrada de professores, alunos, Guarda Municipal e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT). O projeto visa o desenvolvimento de uma consciência cidadã e uma cultura de Paz nas escolas da rede pública municipal com recursos do Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci) e de um convênio firmado entre o município e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

Destaques

Outras ações de destaque foram: o replanejamento operacional da Guarda Municipal visando dar maior alcance às ações de proteção aos bens e serviços do Município de Maceió; apoio à Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCCU) nas atividades de controle urbano, com destaque para o Centro de Maceió (Calçadão do Comércio e ruas adjacentes); parceria com a Polícia Militar do Estado de Alagoas na preparação de componentes da Guarda Municipal para atuar na solução de conflitos relacionados a som alto.

Destacam-se também o apoio à Polícia Militar de Alagoas, na capital alagoana, durante as eleições 2014 (1º e 2º turnos) atuando na guarda das urnas; e a atuação ostensiva da Guarda Municipal nos eventos públicos promovidos pelo Município de Maceió, com ênfase para o Carnaval, São João, Copa do Mundo e Maceió Verão.

A Semsc também atuou no programa “Crack, é possível vencer”, promovendo uma oficina com os representantes dos órgãos municipais que integram o Comitê Local de Enfrentamento do Crack e outras Drogas. O objetivo do programa é prevenir o uso do crack, além de incentivar o tratamento e a reinserção social dos usuários.

A Semsc também deu prosseguimento ao trabalho do grupamento de Bike Patrulha, que realiza patrulhamento preventivo na extensão da orla marítima de Maceió. Já o Grupamento de Apoio e Ação Operacional (GAAO) atuou intensamente, e a novidade em 2014 foi a implantação da base avançada de atividades da Guarda Municipal de Maceió, no Benedito Bentes, em julho. O projeto Judô na Guarda levou o esporte como inclusão social às crianças e adolescentes que vivem nas imediações da sede da secretaria.

Em 2015

Para 2015, segundo Edmilson Cavalcante, as projeções são positivas também. Entre elas está a implantação de uma Central de Videomonitoramento e de uma comunicação digital. Outro projeto que deve ser colocado em prática são os quadrantes comunitários: uma atividade ostensiva da Guarda Municipal em áreas delimitadas tendo como ponto principal o entorno de uma ou mais escolas existentes no perímetro desses quadrantes, com o emprego da metodologia do policiamento de proximidade (polícia comunitária).

Pretende-se também, efetivar a ativação do Grupo de Gestão Integrada (GGIM) voltado para as questões de segurança do Município de Maceió. Outra meta é construir o Plano Municipal de Segurança Cidadã para Maceió. Com isso, haverá uma aproximação da comunidade na discussão dos assuntos relacionados à sua segurança.
Fonte: Secom Maceió


EM ASSEMBLEIA GMs APROVAM NOVA ELEIÇÃO DO SINDGUARDA-AL PARA JANEIRO

Reunidos numa assembleia extraordinária, realizada no pátio da SEMSC, no último dia 23 de dezembro, os Guardas Municipais de Alagoas, através da maioria dos votos, aprovaram a realização de uma nova eleição para o SINDGUARDA-AL no dia 16 de janeiro de 2015 (sexta-feira).

Entre os poucos Guardas Municipais sindicalizados que se posicionaram contra a essa data, para realizar a eleição, apareceu o presidente do SINDGUARDA-AL, Cleif Ricardo, que reconheceu ser curto o prazo de 21 dias para chamar nova eleição já que permanecerão os mesmos problemas que motivaram a anulação do primeiro pleito eleitoral, que foi a inadimplência de algumas prefeituras que descontam a contribuição associativa e não repassam para a entidade.

Rumores dão conta de que há uma grande possibilidade de haver uma junção das chapas que concorreram a primeira eleição, no entanto, as divergências de pensamento e até a visão ideológica político partidário podem descartar essa possibilidade.

Informação confirmada pelo próprio presidente do SINDGUARDA-AL, Cleif Ricardo, é que o mesmo juntamente com outros GMs que compuseram a Chapa 1 não irão concorrer nessa nova eleição.
GM NOTÍCIA-AL
  





segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

SINDGUARDA-AL CONVOCA NOVA ELEIÇÃO PARA JANEIRO DE 2015

Após decisão da Comissão Eleitoral que resultou na anulação da eleição do Sindicato dos Guardas Civis Municipais de Alagoas (SINDGUARDA-AL), realizada no último dia 21 de novembro, o presidente da entidade, Cleif Ricardo, divulgou novo edital convocando uma assembleia geral da categoria para o dia 23 de dezembro (terça-feira), às 08:30 horas, na sede da Guarda Municipal de Maceió, onde deverá ser referendada a realização de uma nova eleição.

De acordo com o estatuto social da entidade apenas poderá participar dessa nova eleição as mesmas chapas que concorreram no primeiro pleito eleitoral. Além das cidades com Guardas Municipais sindicalizados que já tinham poder de voto, serão inclusas no processo eleitoral aquelas cidades que haviam sido excluídas na eleição anterior por terem apresentado, segundo a comissão eleitoral, problemas relacionados à contribuição associativa.

A eleição do SINDGUARDA-AL foi anulada depois que um grupo de Guardas Municipais sindicalizados de cidades do interior alagoano questionou formalmente o fato de terem tido o direito de voto cerceado.
GM NOTÍCIA-AL


VEJA O EDITAL CONVOCANDO NOVA ELEIÇÃO:  


quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

PREFEITURA DE MACEIÓ VAI EXONERAR MAIS SERVIDORES COMISSIONADOS NO DIA 31

Exonerações vão afetar todas as pastas; previsão de economia é de R$ 600 mil por mês.

Para driblar a crise financeira, a Prefeitura de Maceió anunciou, nesta quarta-feira (17), que vai cortar mais 6% dos cargos comissionados existentes atualmente. As demissões estão programadas para acontecer no dia 31 de dezembro e serão publicadas no Diário Oficial. Com as novas exonerações, a prefeitura vai alcançar a meta de redução de 20% das despesas do município. Até agora, os cortes já feitos representaram 14% desse total. 

De acordo com a Prefeitura Maceió, as demissões têm como objetivo garantir e assegurar a oferta dos serviços públicos essenciais para a população. Com os cortes, há previsão que sejam injetados mensalmente mais de R$ 600 mil nos cofres, um total de R$ 7,2 milhões em 12 meses. Ainda segundo a prefeitura, as demissões vão atingir todas as secretarias e órgãos. 

“As prefeituras de todo o Brasil estão com dificuldade para fechar as contas. Estamos trabalhando no sentido de passar com tranquilidade por esse momento”, explicou o secretário de Comunicação de Maceió, Clayton Santos. 

Outra medida adotada para enfrentar a crise financeira foi a redução dos salários do prefeito Rui Palmeira (PSDB) e dos secretários municipais. A crise também ameaça a realização do Festival de Verão de Maceió.

Fonte: gazetaweb

QUEM IRÁ AUTORIZAR O PAGAMENTO DO ADICIONAL NOTURNO AOS GMs DE MACEIÓ?

Foi o tempo no qual mandava quem podia e obedecia quem tinha juízo. De um lado o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, que visando o fim da última greve assegurou, tanto aos sindicatos quanto ao judiciário, que os servidores municipais não sofreriam cortes nos salários por terem aderido à greve. Do outro lado aparece o secretário da SEMSC, Edmilson Cavalcante, que, segundo o SINDGUARDA-AL, se mantém irredutível pelo não pagamento do adicional aos GMs grevistas sob a alegação de que tal ato pode gerar improbidade administrativa.

O secretário municipal de administração, Carlos Spegiorin, por sua vez, segundo o SINDGUARDA-AL, teria sido categórico frente a esse impasse e afirmado que o compromisso assumido com os sindicatos e com o poder judiciário estar mantido, ou seja, os Guardas Municipais, igualmente ocorreu com os demais servidores, não sofrerão corte salarial e irão sim receber o adicional noturno.

O problema é que a SEMARHP só poderá pagar tal adicional se a SEMSC lhe enviar relação nominal dos Guardas Municipais que fazem jus, como ainda não teria encaminhado tais informações permanece a incerteza do pagamento.

Pelo andar da carruagem esse impasse só deverá ser desfeito após uma intervenção do prefeito Rui Palmeira, que com certeza não deve querer ser taxado mais uma vez como descumpridor de acordo.

Correndo o risco de terem a ceia natalina reduzida os Guardas Municipais fazem uso da última arma que lhes resta e vai as ruas protestar mais uma vez numa tentativa de não terem seus salários reduzidos.

GM NOTÍCIA-AL    

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

SEMSC CONFIRMA AO SINDGUARDA-AL CORTE NO ADICIONAL NOTURNO NA FOLHA DE DEZEMBRO

O presidente do SINDGUARDA-AL, Cleif Ricardo, anunciou nesta sexta-feira (12), que a SEMSC irá cortar, nesse mês de dezembro, o adicional noturno dos Guardas Municipais que aderiram ao último movimento de greve ocorrido em novembro.

Caso esse ato administrativo do titular da SEMSC venha a se concretizar ficará evidente, mais uma vez, a quebra de mais um acordo por parte do prefeito Rui Palmeira para com a categoria, já que havia sido acordado com os sindicatos que servidor nenhum sofreria faltas nem cortes de qualquer natureza por terem aderido à greve.

Tamanha foi à gravidade dessa decisão da SEMSC que o SINDGUARDA-AL já convocou os Guardas Municipais para uma assembleia geral que deverá acontecer no dia 18 de dezembro (quinta-feira), às 08:30hs, em frente a SEMSC, no Conjunto Joaquim Leão, no Vergel, onde também dever se fazer presente representantes de outras entidades sindicais que também representam os servidores de Maceió.
GM NOTÍCIA-AL

Veja a convocação do SINDGUARDA-AL:
 
 

 

 

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

PREFEITO DE MACEIÓ PROMETE REENCAMINHAR CONVÊNIO DO PORTE DE ARMA DOS GMs A PF


Numa entrevista concedida ao apresentador, Gernand Lopes, do Programa Fique Alerta, na tarde desta terça-feira (2), o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, mais uma vez, reiterou que o processo que trata do porte de arma de fogo dos Guardas Municipais de Maceió será reencaminhado a Superintendência da Polícia Federal para reanálise, tão logo a SEMSC refaça os termos de ajustes que foram exigidos pela PF para que os Guardas possam se adequar a legislação e passar a portar arma de fogo no exercício da profissão.

De acordo com informações concedidas pelo SINDGUARDA-AL, o processo que foi encaminhado pela prefeitura a Polícia Federal, requerendo o firmamento de convênio visando à autorização para o porte de arma de fogo dos Guardas Municipais de Maceió, foi devolvido pela PF à prefeitura, através de ofício, no dia 18 de novembro de 2013, pelo qual foi exigido que a prefeitura alterasse o termo de convênio mantendo o porte de arma em serviço e com abrangência apenas na capital Maceió, que apresentasse comprovação de que os GMs foram submetidos a curso de formação nos moldes da matriz curricular nacional (PRONASCI), bem como, a comprovação de que no curso de formação foram cumpridos os módulos que tratam sobre a prática de tiro.

Passado um ano da solicitação da Polícia Federal não se viu, ao menos no decorrer desse período, muita movimentação ou mesmo interesse por parte do governo municipal em dar serenidade a esse processo, e enquanto isso, lamentavelmente, os Guardas Municipais continuam de mãos atadas atuando de forma superficial na cidade que apresenta os maiores índices de violência do país.

Com essa nova declaração do prefeito Rui Palmeira, de que o processo será reenviado a Polícia Federal para reanálise dos termos do convênio, espera-se que os Guardas Municipais possam efetivamente dar uma maior e melhor contribuição na segurança da população.
GM NOTÍCIA-AL

 

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

GMs DE SANTO ANDRÉ-SP PÕE EM PRÁTICA TÉCNICAS DE GERENCIAMENTO DE CRISE



Um ônibus e passageiros como reféns e um veículo com armas e drogas é parado durante um comando executado por guardas municipais. O treinamento realizado pela Guarda Civil Municipal de Santo André colocou em prática o curso de uma semana de especialização em gerenciamento de crise.
 
Foram cerca de 50 pessoas na organização do processo, sendo 16 alunos e 17 passageiros figurantes. Os três bandidos abordaram o ônibus e fizeram os passageiros reféns. Os alunos da GCM ficaram responsáveis pela organização.

O major e comandante da GCM, Edson Oliveira, afirma que trouxe sua própria experiência da Polícia Militar, com cursos e especialização de guardas. "O processo de cursos é uma integração entre as guardas da região. Sempre fazemos reunião entre os comandantes e disponibilizamos vagas para outras cidades", afirma.

Para o secretário de Segurança Pública Urbana e Trânsito, José Luiz Navarro, a experiência do major foi essencial para o desenvolvimento especializado da guarda de Santo André. "Pela experiência do major Edson, Santo André conseguiu alcançar o status de exemplo para as policias da região. Ele traz as experiências da Polícia Militar", afirma.

Navarro acredita que os treinamentos são função de extrema importância. "As pessoas só se sentem seguranças com os profissionais seguros do que estão fazendo, e a única maneira de fazer isso é através de treinamentos", explica. Também diz que as guardas, atualmente, estão focadas no policiamento preventivo. "Segurança só se faz com polícia na rua", diz.

Navarro afirma que a troca de informações e a integração são essenciais para o bom funcionamento da segurança na região. Segundo o secretário, a ideia do treinamento é conter a crise. "Existem tropas especializadas para negociação, mas a guarda municipal tem que estar preparado para segurar a situação até a chegada de reforço", ressalta.

Ao comentar as estatísticas criminais do mês de outubro no município de Santo André, o secretário afirmou que o número de roubos é índice que preocupa. Segundo os números, em comparação com o ano passado, Santo André registrou quase 60% a mais de roubos. Foram 480 casos em outubro de 2013 e 762 no último mês. "Roubo é o crime que tem de ser combatido, com polícia na rua, com operações. As Polícias Militar e Civil têm feito ações e tem chamado a nossa guarda municipal para participar", afirma. Outra solução citada pelo secretário é a iluminação. "Banho de luz é uma saída. Escuridão causa insegurança e cria oportunidades para os delinquentes", explica.  
Fonte: Reporte Diário (RD)

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

SEMSC PUBLICA RELAÇÃO DOS GMs QUE IRÃO PROGREDIR NA TABELA EM DEZEMBRO



A Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Cidadania de Maceió (SEMSC) publicou no Diário Oficial de quarta-feira (26), a relação nominal dos Guardas Municipais que progredirão na tabela salarial do Plano de Cargos e Carreira no mês de dezembro.

De acordo com a Portaria publicada nº 068/2014, aqueles Guardas Municipais de foram submetidos à avaliação funcional, mas que não atingiram a nota suficiente poderá interpor recurso junto a Comissão de Avaliação de Desempenho no prazo de 15 dias a contar da data de publicação da Portaria, ou seja, 26/11.
GM NOTÍCIA-AL

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

GMs DO INTERIOR PROMETEM IR A JUSTIÇA PARA ANULAR A ELEIÇÃO DO SINDGUARDA-AL

Guardas Municipais de cidades como Atalaia, Água Branca e Barra de Santo Antônio, que ficaram de fora da eleição do SINDGUARDA-AL, realizada no último dia 21 de novembro, por terem apresentado problemas relacionados à contribuição associativa mensal, conforme assim entendeu a comissão eleitoral juntamente com os representantes das três chapas que concorreram ao pleito, estão se organizando para pedir ao judiciário a realização de uma nova eleição.

Em defesa, os Guardas Municipais alegam que a suspensão das contribuições associativas ocorridas em algumas prefeituras é de inteira responsabilidade dos prefeitos que em alguns casos chegam a descontar do servidor e não repassar os valores retidos ao sindicato, e que por essa razão os Guardas Municipais jamais deveriam ter sido penalizados e excluídos do processo eleitoral sob a acusação de que não teriam contribuído para a entidade dentro do próximo de 180 dias antes da eleição, conforme assim prever o estatuto social da entidade.

O BLOG GM NOTÍCIA-AL, contatou o presidente de situação derrotado nas urnas, Cleif Ricardo, o qual disse ter reconhecido a vitória da chapa 2 e respeitado o direito de escolha dos sindicalizados que tiveram a oportunidade de participar de uma eleição transparente e democrática.

Perguntado sobre essa intenção dos Guardas Municipais de recorrerem ao judiciário numa tentativa de que seja realizada uma nova eleição, Cleif Ricardo disse não ver necessidade para uma decisão como essa por ter se tratado de um ato legal da comissão eleitoral a qual também foi consensualizada pelas três chapas concorrentes. Vamos acompanhar de perto o desenrolar desse emaranhado.

GM NOTÍCIA-AL

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

A CHAPA 2 GANHA ELEIÇÃO DO SINDGUARDA-AL

Por volta das 2hs da madrugada do último sábado, a comissão encarregada pela contagem dos votos, concluiu a apuração e em seguida programou vencedora do processo eleitoral a CHAPA 2 (Unidade, Valorização e Democracia), cujo presidente que comandará a entidade pelos próximo cincos anos será o Carlos Pisca.

De acordo com a apuração das urnas, a Chapa 2 (Unidade, Valorização e Democracia), foi vencedora com 348 votos válidos, enquanto que a Chapa 1 (Juntos Somos Fortes) obteve 307 votos válidos, já a Chapa 3 (União Trabalho com Transparência) obteve 103 votos válidos.


Se a previsão se confirmar de que a economia Brasileira poderá atravessar uma forte recessão em 2015, e é exatamente o que os indicadores estão apontando, as prefeituras de Alagoas que na sua maioria dependem do reforço financeiro do governo federal para se manter, a recém diretoria eleita do SINDGUARDA-AL deverá enfrentar dificuldades para fazer cumprir suas propostas de campanha, e aí se incluem aumento salarial, implantação de risco de vida para os GMs do interior, progressões por titulação e mérito, investimentos em cursos da capacitação, regularização de porte de arma de fogo, reaparelhamentos logístico das GMs, em fim, são despesas de responsabilidade das prefeituras que poderão estagnar no decorrer do próximo ano, o que inviabilizará as ações representativas do SINDGUARDA-AL. Vamos torcer para que a economia brasileira se mantenha equilibra.
FONTE: GM NOTICIA-AL

VEJA O QUANTITATIVO DE VOTOS DAS CHAPAS CONCORRENTES DISTRIBUÍDOS POR CIDADE:


quarta-feira, 19 de novembro de 2014

OS 834 GUARDAS MUNICIPAIS DE MACEIÓ RECEBERAM VOZ DE PRISÃO NESSA QUINTA-FEIRA (19)

foto tnh1.
Foi exatamente assim que se sentiram os 834 Guardas Municipais de Maceió, na manhã desta quinta-feira (19), após um Oficial da Polícia Militar de Alagoas ter dado voz de prisão a um Inspetor da Guarda que se encontrava de serviço e comandando um grupo de Guardas numa operação de retirada de camelôs que trabalhavam em desacordo com a legislação municipal, no Centro de Maceió.

A lamentável e talvez impensada atitude do oficial militar não atingiu apenas aquele Inspetor ou mesmo aquele pequeno grupo de Guardas Municipais que ali trabalhavam, atingiu também e de forma direta a instituição Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Cidadania de Maceió” (SEMSC), cujo comando, por ironia do destino, pertence a um grupo de oficiais da reserva de alta patente da Polícia Militar, oficiais esses que de alguma forma tem a obrigação de sair em defesa desse Inspetor e dos Guardas Municipais já que esses passaram a ser seus comandados.  

Testemunhas que se encontravam no local e que assistiram ao show de abuso de autoridade, por parte do oficial PM, lamentaram o episódio, e confirmaram não ter havido nenhum desrespeito nem tão pouco desacato de autoridade por parte do Inspetor da Guarda Municipal, que também ficou perplexo e sem entender a atitude do militar. O comportamento do oficial para com o Inspetor foi tão sem sentido que chegou a indignar outros Policiais Militares que também atuavam na mesma operação de retirada dos camelôs.

Numa cidade como Maceió que lamentavelmente tem se projetado nacionalmente e até mundialmente como sendo uma das mais violentas, é inaceitável e intolerável pela sociedade que policiais, seja lá de qual for a patente ou instituição, persista com esse comportamento corporativista de que outros profissionais e instituições da área de segurança, a exemplo dos Guardas Municipais, devam ser criminalizados e terem suas ações boicotadas no sentido de serem descredibilizados perante a opinião pública.

Igualmente aos Guardas Municipais, Policiais Militares, Civis, Federais, Agentes Penitenciários, e tantos outros profissionais que atuam nessa área, são seres humanos, são pais de famílias, são trabalhadores que precisam ser respeitados e estar juntos falando a mesma linguagem, para que os criminosos não se organizem mais do que já estão, do contrário, e sob o manto do pensamento corporativista, tendemos a declinar ainda mais e perdermos espaços entre si, como tem ocorrido ao longo dos anos. Já não podemos mais retornar para o nosso lar fardados, já não mais portamos identidade funcional no cotidiano para não corrermos o risco de sermos identificados e abatidos, já não mais projetamos aquele temor que a bandidagem tinha do reconhecido agente da lei nos anos 70, 80 e 90.

É com indignação e o sentimento de solidariedade a esse Inspetor e aos Guardas Municipais de Maceió, que os operadores do BLOG GM NOTÍCIA-AL vem REPUDIAR a atitude desse oficial militar, ao tempo em que vem COBRAR veemente da SEMSC uma ação enérgica em defesa desses servidores para que permaneçam motivados ao desempenhar suas atribuições, igualmente, vem cobrar do Prefeito de Maceió, Rui Palmeira, que se posicione sobre o ocorrido no sentido de se evitar que tentativas como essa de descredibilizar as ações da nossa Guarda Municipal, perante a opinião pública, volte a acontecer.

BLOG GM NOTÍCIA-AL   

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

SERVIDORES DE MACEIÓ ENCERRAM GREVE APÓS PAGAMENTO DE PROGRESSÕES

CATEGORIA APROVOU FIM DA PARALISAÇÃO DURANTE ASSEMBLEIA NESTA MANHÃ

Após 11 dias de greve, os servidores de Maceió acataram proposta da Prefeitura e encerraram o movimento durante votação em assembleia realizada na manhã desta segunda-feira (17), no Clube Fênix, no bairro de Jaraguá. O Município prometeu pagar as progressões salariais de 2014 no próximo ano, enquanto as de 2012 e 2013 estão sendo pagas aos servidores desde a sexta passada (14). 

“Hoje, conversamos com todas as categorias, com exceção dos professores que não estão presentes, e decidimos pelo fim da greve. A promessa da Prefeitura é de que sejamos contemplados com todos esses retroativos até fevereiro do próximo ano”, disse Lopes, ao citar que a nova proposta será levada à Justiça para a homologação do acordo. 

Mesmo insatisfeito com a “falta de atenção” dada pelo Município, Fernando Cândido, vice-presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde (Sindacs), esperava que a Prefeitura cumprisse com o novo acordo. “Representamos os anseios da categoria”, falou o sindicalista. 

“Percebemos que, neste governo, não conseguimos nada sem luta. Ele não é flexível. É um prefeito que não tem compromisso com os servidores. Se não forem pagas as progressões de 2014, vamos aderir novamente à greve”, comentou o presidente do Sindicato dos Guardas (Sindguarda). 

Outras propostas foram apresentadas pelo Município, mas reprovadas pelos servidores. Insatisfeitos com o não cumprimento do acordo feito junto ao Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL), os profissionais deflagraram a greve, no último dia 6, mantendo 50% dos serviços

Na semana passada, o prefeito de Maceió, Rui Palmeira, anunciou que iria judicializar a greve, alegando não haver motivos para o movimento, já que outros municípios também passam por crises financeiras. Segundo ele, o funcionalismo jamais deixou de receber os salários em dia, desde o início de sua gestão. 

O ex-procurador geral do Município, Ricardo Wanderley, informou haver uma tendência de que o impasse seja resolvido definitivamente. Wanderley destacou, ainda, que a Prefeitura sempre teve atenção com a necessidade da categoria.

Fonte: GAZETAWEB

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

ATENÇÃO GMs DE MACEIÓ!


GREVE DOS GMs DE MACEIÓ PODE ACABAR NA SEGUNDA-FEIRA (17)

CATEGORIA APRECIARÁ PROPOSTA DO PREFEITO RUI PALMEIRA E DECIDIRÁ PELO FIM OU NÃO DA GREVE

O Secretário de Finanças do SINDGUARDA-AL, GM Isidoro, juntamente com os presidentes dos demais sindicatos que representam os Servidores Públicos de Maceió, esteve reunido com o Secretário Municipal de Administração, Junior Spegiorin, na manhã desta quinta-feira (13), para tratar sobre a nova proposta que o prefeito Rui Palmeira deverá apresentar aos servidores numa audiência no Tribunal de Justiça na próxima segunda-feira (17).

Em conversa com o BLOG GM NOTÍCIA-AL, Isidoro disse que foi discutido alguns pontos importantes que deverão constar nesse novo acordo, como por exemplo, a não alteração da data base dos servidores, a anistia das faltas registradas no período da greve e a garantia de que a categoria não irá sofrer cortes de adicionais, produtividades e gratificações por ter aderido ao movimento.

Enquanto essa reunião acontecia na SEMARHP, Guardas Municipais e Servidores de vários seguimentos da administração pública de Maceió aguardavam o desfecho do encontro na Praça Deodoro, em frente à Câmara Municipal, e por volta das 11hs os sindicalistas trouxeram a notícia que de fato o prefeito irá apresentar nova proposta, a qual será apreciada pelos Servidores numa grande assembleia geral prevista para acontecer no Dia 17 de novembro de 2014 (segunda-feira), às 9hs, no Club Fênix Alagoano.

GM NOTÍCIA-AL

terça-feira, 11 de novembro de 2014

GUARDAS MUNICIPAIS E DEMAIS SERVIDORES DE MACEIÓ PROTESTAM NA CÂMARA MUNICIPAL

Foto Gazetaweb.
Guardas Municipais e demais Servidores Públicos de Maceió, que se encontra em greve, realizaram um grande ato de protesto na Praça Deodoro, na tarde desta terça-feira (11), de onde se dirigiram até a Câmara Municipal pedindo “fora Rui” e o chamando de “prefeito caloteiro”.

Os grevistas pressionaram o presidente da casa legislativa, Vereador Chico Filho, para que o mesmo agendasse uma audiência pública para cobrar do prefeito a apresentação dos gastos com a folha de pessoal.

Vivenciando a segunda paralisação, os Servidores Municipais continuam cobrando do prefeito Rui Palmeira que o mesmo cumpra o acordo que firmou no Tribunal de Justiça, perante o Desembargado Domingos de Araújo Neto, o qual previa, dentre outros pontos, a implantação de progressões na folha de outubro e o início do pagamento de retroativos nesse mês de novembro, o que não aconteceu.

O detalhe de todo esse impasse é que a tal proposta havia sido direcionada pelo próprio prefeito aos Servidores Municipais que em assembleia geral teriam aceitado a proposta.

Apesar de não ter cumprido o que prometera aos Servidores Municipais o prefeito Rui Palmeira disse que irá ao judiciário a fim de dar um basta a essa greve, e tentou justificar a desfeita com os servidores alegando que a prefeitura está vivenciando um momento de crise e que não enxergava motivação para tal paralisação.

Após o protesto lideranças de vários sindicatos que representam os servidores municipais, dentre eles, o SINDGUARDA-AL, se reuniram para discutir novas estratégias de mobilização.

FATO CURIOSO E CONTRADITÓRIO

Ao ser entrevistado por radialistas, na manhã desta terça-feira, o prefeito Rui Palmeira foi questionado sobre a ameaça de demissão coletiva dos vigilantes da Tigre que estão sem receber salários há meses e que vinham prestando serviço de segurança patrimonial aos postos de saúde de Maceió, ou melhor, que vinha usurpando a atividade profissional do Guarda Municipal, disse ele, o prefeito, que irá recorrer a sua velha Guarda Municipal para que os postos de saúde não fiquem abandonados, aquela Guarda que ainda precisa regularizar o seu porte de arma de fogo, que ainda espera a confecção de uma simples identidade funcional, que se encontra há 13 anos sem realizar concurso público, aquela que agoniza por investimento nas áreas de capacitação, estruturação e valorização da carreira. Como diz a dona Maria: “Panela Velha será sempre aquela que faz comida boa mesmo que caindo aos pedaços”.  
GM NOTÍCIA-AL