sexta-feira, 28 de abril de 2017

GREVE GERAL: GUARDAS MUNICIPAIS DE MACEIÓ E DO INTERIOR PARTICIPAM DOS PROTESTOS

Uma parcela pequena de Guardas Municipais de Maceió e do interior alagoano aderiram aos protestos da greve geral desta sexta-feira (28/04), contra as reformas trabalhista e da Previdência.

A concentração ocorreu na Praça do Centenário, no bairro do Farol, às 15hs. Por volta das 16hs, os Guardas Municipais, juntamente com dezenas de milhares de servidores públicos e trabalhadores de vários seguimentos, se deslocaram em caminhada até a Praça dos Martírios, no Centro, onde foram proferidos discursos contra as reformas do governo Temer.

Essa mobilização esta sendo importantíssima para mostrar a classe política que se está diante de um quadro de indignação e revolta, quadro esse que ainda pode ter graves desdobramentos na medida em que esse governo fascista persista com essa ideia de mexer com as nossas aposentadorias e cortar nossos direitos”. Desabafou um Guarda Municipal.

A greve geral em Maceió começou cedo com manifestações promovidas pelos sindicatos bloqueando pontos estratégicos, como a Avenida Fernandes Lima, na altura do CEPA, a Av. Durval de Góes Monteiro, em frente a empresa de ônibus Piedade, a entrada do Porto de Maceió, em Jaraguá, e a Av. da Paz, em frente a Braskem, dentre outros pontos. 

O protesto aconteceu de forma pacífica e ordeira, durante o qual não foram registradas ocorrências. A PM estimou que 5 mil pessoas participaram do ato, os organizadores rebateram e afirmaram que o número ultrapassou as 20 mil.

A mobilização promovida pelas Centrais Sindicais e Sindicatos filiados foi reconhecida como legítima pelo Ministério Público do Trabalho. Através de uma nota, o Procurador Geral, Ronaldo Curado, classificou o movimento como sendo “justo e adequado” e “de resistência dos trabalhadores às reformas trabalhista e previdenciária”.

A Prefeitura de Maceió, que também divulgou nota sobre a Greve Geral, disse que a Prefeitura “não iria aderir ao movimento”, e que iria “buscar manter os serviços à população”, respeitando “o direito de livre manifestação dos servidores municipais”.

Já o governo do Estado divulgou nota dizendo que iria descontar a falta do servidor que aderisse à greve geral, e que todos os órgãos do Estado funcionariam normalmente.

O bom seria se pudéssemos aqui expressar satisfação pela a adesão maciça dos Guardas Municipais alagoanos a greve geral, toda via, parece-nos que isso não foi possível. Falta de consciência política, falhas no processo de mobilização, comodismo, em fim, alguém tente explicar, por favor.
GM NOTÍCIA-AL


 
Adicionar legenda

SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL ACABA COM TETO DOS SERVIDORES PÚBLICOS QUE PODERÃO RECEBER SALÁRIOS, A PARTIR DE AGORA, ACIMA DE R$ 33,7 MIL



Por dez votos a um o STF bateu o martelo, no dia de ontem, quinta-feira (27/04), e decidiu derrubar teto salarial dos Servidores Públicos, que até então era de R$ 33,7 mil, no entanto, só irão poder receber acima desse valor quem comprovar a acumulação em mais de um cargo efetivo.

Na lista dos que irão se beneficiar com essa decisão estão os Servidores que já recebem altíssimos salários, a exemplo de juízes, promotores, desembargadores e procuradores.

A decisão segue na contramão da política de redução de gastos que vem sendo pregada pelo governo Temer, que inclusive tenta fazer esse enxugamento propondo a supressão de direitos conquistados pelos Servidores e a classe trabalhadora em geral.
GM NOTÍCIA-AL

quarta-feira, 26 de abril de 2017

.


DELMIRO GOUVEIA: DEFENSORIA PÚBLICA PEDE PRORROGAÇÃO DA VALIDADE DO CONCURSO PÚBLICO PARA AGENTES DE TRÂNSITO E AUXILIAR DE GUARDA ESCOLAR

A Defensoria Pública de Alagoas pediu a prorrogação da validade do concurso público realizado no município de Delmiro Gouveia em 2015. Segundo a Defensoria, o certame perderá a validade no dia 4 de maio.

Ainda de acordo com Defensoria, a prefeitura de Delmiro continua mantendo pessoas contratadas ocupando vagas de outros cargos que já deveriam ter sido preenchidas pelos aprovados no último concurso.

Caso a justiça acolha o pedido da Defensoria, os candidatos aprovados no concurso para os cargos de Agente de Trânsito e Auxiliar de Guarda Escolar serão beneficiados.
GM NOTÍCIA-AL 

COMANDANTE DA GUARDA MUNICIPAL DE MURICI É PRESO ACUSADO DE INTEGRAR ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA

Uma operação desencadeada pelo Grupo Estadual de Combate às Organizações Criminosas (GECOC) prendeu, na manhã de terça-feira (25/04), o comandante da Guarda Municipal de Murici, Roberto Carlos Araújo Rocha.

Segundo o Ministério Público, o comandante da Guarda, juntamente com outros servidores da prefeitura, vinha comercializando moradias populares construídas com dinheiro público.

A medida cautelar que resultou na prisão do comandante da Guarda Municipal foi expedida pela 17ª Vara Criminal da Capital. Promotores juntamente com Policiais Civis também cumpriram mandato de busca e apreensão na casa do acusado.

Informações levantadas pelo GM NOTÍCIA-AL, dão conta que, Roberto Carlos Araújo Rocha, que comandava a Guarda de Murici, também exercia a profissão de Agente Penitenciário, ou seja, vinha comandando os Guardas Municipais em desacordo com a Lei nº 13.022/14 (Estatuto Geral dos Guardas Municipais), a qual proíbe, veementemente, que pessoas não vinculadas ao quadro de carreira das Guardas exerçam cargos de comando.

Vale lembrar que, as entidades representativas são as verdadeiras guardiãs das leis que hoje protegem e organizam as nossas Guardas Municipais em todo o território nacional, por tanto, cabem a elas exercerem seu papel representativo combatendo esse tipo de prática irregular, principalmente nos municípios alagoanos.
GM NOTÍCIA-AL