quinta-feira, 13 de julho de 2017

O EXERCÍCIO DA PROFISSÃO DO GUARDA MUNICIPAL DE MACEIÓ JÁ PASSOU DA HORA DE SER REPENSADO

VÍDEO MOSTRANDO GMs DO GAAO CORRENDO DE AMBULANTES NO CENTRO GEROU INDIGNAÇÃO E INTENSOS DESABAFOS NAS REDES SOCIAIS

De um lado, vendedores ambulantes, homens e mulheres desempregados que de forma honesta tentam, no dia-a-dia, botar a comida na mesa para sustentar a família. Do outro, o governo municipal, que ao invés de adotar políticas públicas para combater o crescente desemprego em Maceió prefere fazer uso da força numa tentativa de agradar aos legistas e empurrar para debaixo do tapete essa triste realidade.

Ao redor dessas duas situações aparecem os nossos Guardas Municipais do Grupo de Ação e Apoio Operacional (GAAO), e da recém-criada Ronda Ostensiva Municipal (ROMU). Pais de famílias, homens e mulheres obstinados, corajosos, dedicados, apaixonados pela farda e pela profissão, a tal ponto de se exporem a riscos e a situações constrangedoras, como a vista no dia de hoje durante confronto com vendedores ambulantes no Centro de Maceió.

É unanimidade entre profissionais da segurança pública o entendimento de que não é possível combater qualquer distúrbio de massas, por pequeno que seja, sem que a tropa esteja dotada de equipamentos de controle de distúrbios, como capacetes, escudos, máscaras de gás, caneleiras, bombas de efeito moral, etc. É um tipo de missão que não é possível cumprir com baixo efetivo, de mãos limpas ou simplesmente com um cassetete.

Se a prefeitura pretende continuar fazendo uso da Guarda Municipal para combater e retirar, das vistas da elite maceioenses, ambulantes que tentam sobreviver, terá que aumentar o efeito dos GMs, capacitá-los e estruturá-los logisticamente, do contrário, os nossos Guardas Municipais continuarão correndo e sendo vítimas de cidadãos enfurecidos que apenas querem o sustento da família.
GM NOTÍCIA-AL        

3 comentários:

Anônimo disse...

o prefeito pinta e borda e o MP não resolve nada até parece que não tem justiça pra obrigar ele a cumprir a lei 13.022 estado fraco, justiça fraquinha, apesar que muitos desses merecem pq votaram nesse desgraçado denovo

Blog RN.ADV disse...

Que os guardas municipais tenham o equilíbrio suficiente e o conhecimento de que a administração pública só pode fazer o que a lei permite, só aplicando o poder de polícia em obediência aos princípios da razoabilidade e proporcionalidade. Que condutas alheias serão apreciadas nas esferas administrativa, Civel e criminal.

TrinoDio estudios disse...

Me dá muita raiva e ódio ver a canalhicie desses políticos pilantras nordestinos. Sempre lemos notícias desfavoráveis as Guardas municipais do Nordeste. Parece que os promotores de justiça dessa região do país, passaram nas provas "colando". Não oferecem denúncias contra os prefeitos canalhas e não estão nem aí para a aplicação da Lei 13.022. Aqui no estado de São Paulo, até as cidades abaixo de 50.000 habitantes possuem suas Guardas Municipais armadas e equipadas com tudo que tem direito os policiais de outras forças. Os jornais daqui e até os magistrados nos dão o mesmo tratamento dos policiais, mais do que correto. Então minha pergunta é: Porque isso não acontece em outras regiões do país, quem são os canalhas aí que só sabem desfrutar do povo, porque o Ministério Público aí, não funciona ??; Queria escrever mil coisa, mas vou parar por aqui. Quero deixar minha mensagem para os Guardas Municipais dessa região. Não permitam que dominem vocês, corram atrás de seus direitos, estudem, contratem advogados, vai pra cima, encham o saco do prefeito patife, só depende de vocês. Não arredem o pé, nem um milímetro.